O Instituto de Energia Elétrica da Universidade Federal do Maranhão (IEE/UFMA) iniciou as atividades em janeiro de 2008, por meio de convênio realizado entre a UFMA e o Ministério de Minas e Energias (MME), sendo um instituto de pesqu

O IEE/UFMA atua nas áreas de Sistemas de Energia (fontes renováveis ou geração distribuída com aplicação de estudos de sensibilidade, mercado elétrico, estabilidade, confiabilidade, entre outros), Automação e Controle (conversão de en

A equipe de pesquisadores do IEE/UFMA é composta por professores da Instituição com formação na engenharia elétrica e química industrial, que fazem parte dos programas de pós-graduação da engenharia elétrica (PPGEE) e do programa de p

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Energias Oceânicas e Fluviais

O tema alvo deste INCT é considerado estratégico para o desenvolvimento energético do Brasil. Os investimentos de pesquisa em energias oceânicas e fluviais nos últimos anos tem sido irrelevante no País, desestimulando a formação de recursos humanos e as atividades de pesquisa nas universidades. Esta visão está complemente conflitante com os enormes esforços e investimentos que são realizados na Europa para desenvolver técnicas para extrair energia dos oceanos e de rios com pequenas quedas, dos potenciais remanescentes de bacias hidrográficas já exploradas, de potenciais hidrocinéticos e de sistema não convencionais para geração de hidroeletricidade . O setor energético brasileiro tem concentrado seu interesse no petróleo, gás, hidroeletricidade de grande porte e recentemente, de forma ainda tímida, em energia eólica. Os indicadores de crescimento da carga e as dificuldades ambientais para construir novas usinas hidrelétricas estão levando a um aumento da participação dos combustíveis fósseis na geração de energia, colocando o Brasil na curiosa posição de andar na contramão das tendências mundiais. Pouco se conhece do potencial oceânico no Brasil; a pouca informação disponível está em estudos globais realizados do exterior. Através desta proposta pretende-se aglutinar os poucos grupos de pesquisa no Brasil com trabalhos em energia no mar, fluviais de baixas quedas e hidrocinéticas ou atividades aderentes, para deflagrar um processo de colaboração consistente interinstitucional coma valiosa colaboração de especialistas internacionais que decorra na geração de conhecimento, elaboração de protótipos e a formação de recursos humanos em energia oceânicas e fluviais de baixas quedas e hidrocinéticas.

Ano: 
2017
Situação: 
Atual
Financiador: 
CNPq
Coordenador: 
prof. Osvaldo Ronald Saavedra Mendez
Código Institucional: 
PICET79-2016
Investimento: 
R$7.500.000,00

Análise de Imagens Térmicas para o Diagnóstico de Falhas em Transformadores de Potência

O projeto tem foco na análise de imagens térmicas obtidas de transformadores de potência, com o objetivo de identificar regiões internas do equipamento que estão sobre forte estresse, e presentado pelo aumento da temperatura em alguns pontos, confrontando a informação contida na imagem com dados de grandezas elétricas aquisitadas. Essas duas informações, perfil térmico e carregamento elétrico são analisadas por meio de uma heurística baseada em técnicas inteligentes que possa identificar um padrão que auxilie na identificação de falhas incipientes.

Ano: 
2015
Situação: 
Concluído
Financiador: 
Fundação de Amparo a Pesquisa do Maranhão (FAPEMA)
Coordenador: 
prof. Shigeaki Leite de Lima
Código Institucional: 
PICET219-2015
Investimento: 
R$12.000,00

Microrredes Elétricas Inteligentes com Participação de Fontes Renováveis Não Convencionais

A competitividade, a demanda por confiabilidade e robustez das redes de energia elétrica, além da precificação destes serviços de uma forma que representem fielmente sua qualidade, com diversificação de opções e com a participação ativa do consumidor neste mercado, são elementos que formam um novo cenário para as redes de energia elétrica, formulando novos desafios tecnológicos e estruturais. Neste escopo se encontra inserido este Projeto, com a pretensão de contribuir para a operação flexível, econômica e segura das redes inteligentes, além de investigar as necessidades de novas estruturas de mercados.

Ano: 
2016
Situação: 
Concluído
Financiador: 
CNPq
Coordenador: 
prof. Osvaldo Ronald Saavedra Mendez
Código Institucional: 
PICET112-2017

Sistema Inteligente para o Balanceamento de Fases em Microrredes Isoladas

Esta proposta é voltada ao desenvolvimento de um sistema inteligente para o balanceamento de fases em microrredes isoladas, contemplando tanto a etapa de software (algoritmo inteligente) quanto de hardware (protótipo de phase swapping), o qual sera implantado em uma microrreder real para a validação do estudo. O problema relacionado ao balanceamento de fases é recorrente de sistemas de distribuição convencionais e tornam-se mais tangíveis quando se trata de microrredes isoladas, nas quais as fontes de geração (solar/eólica/diesel) e os equipamentos conversores de energia (formadores de rede) estão constantemente submetidos a variações de potência entre as fases (cargas na maioria monofásicas) e consequentemente sobrecargas. Como em microrredes isoladas as ações corretivas, no caso de uma falha, podem levar até 24 horas é importante que o sistema seja robusto e com alta confiabilidade. O desenvolvimento de um sistema inteligente que permita a análise e a equalização das fases em tempo real, auxilia na tomada de decisão da operação dessas microrredes e afeta positivamente na confiabilidade do sistema.

Ano: 
2017
Situação: 
Atual
Financiador: 
CNPq
Coordenador: 
prof. Shigeaki Leite de Lima
Código Institucional: 
PICET1367-2017
Investimento: 
R$29.920,00

Equipe premiada do IEE da UFMA é parabenizada e apresenta projeto inovador

Premiação IFEC 2011

Na sala de reuniões, o reitor Natalino Salgado e sua equipe de trabalho parabenizaram oficialmente o desempenho extraordinário da equipe do Instituto de Energia Elétrica-IEE da UFMA que na competição internacional trouxe para a Universidade Federal do Maranhão mais três premiações com os seguintes títulos:1- Outtanding Performance Award, (Prêmio de Melhor Desempenho Científico), 2- Best Technical Presentation Award, (Prêmio de Melhor Apresentação Técnica) e Prêmio da Agilent pelo resultado final da equipe, rendendo inclusive um multimetro digital para o grupo de pesquisa.

Sistema on-line para diagnóstico de falhas em transformadores de potência

Os transformadores de potência cumprem um papel decisivo na continuidade do fornecimento de energia elétrica, obrigando um monitoramento contínuo dos processos que possam provocar falhas de operação, que particularmente ocorrem no isolamento do equipamento. As falhas se manifestam de forma prematura (nos primeiros anos de operação) e inesperada e são causadas por estresse elétrico, eletromagnético, dielétrico, térmico ou químico. As técnicas utilizadas para identificar as falhas são a análise físico-química e a cromatografia de gases, sendo que esta última permite relacionar os gases gerados à falhas térmicas e/ou elétricas. O diagnóstico é feito por normas como a IEEE, IEC e NBR que usam a técnica da Análise dos Gases Dissolvidos (AGD). A desvantagem dessas técnicas está na forma retangular definida pelas normas para a região formada pelos quocientes dos gases, no qual o gás/falha está presente. Em média, o método descrito nas normas permite um nível de acerto de 80 %. Neste projeto será realizado o diagnóstico de falhas incipientes em transformadores de potência baseadas na AGD, de forma a auxiliar o operador na tomada de decisão de risco. Para isso, é proposto o uso de técnicas inteligentes, com enfoque em redes neurais auto associativas, na teoria da informação com o algoritmo (mean shift), e na análise de risco. A união dessas técnicas visa obter um maior grau de acerto no diagnóstico de falhas, além de propor um novo quantificador de risco que utilize as informações mais relevantes dos transformadores de potência, assim como propor uma ferramenta que integre o processo de identificação de falhas incipientes com a tomada de decisão, de forma que o resultado permita ações nos programas de manutenção de unidades transformadoras e na operação de sistemas de energia elétrica com um risco controlado.

Ano: 
2018
Situação: 
Atual
Financiador: 
Equatorial Maranhão
Coordenador: 
prof. Shigeaki Leite de Lima
Código Institucional: 
PICET1532-2018
Investimento: 
R$1.211.000,00

Estudo de Viabilidade de Exploração de Fontes Solar e Eólica para Atendimento de Comunidades da Terra Indígena Raposa Serra do Sol - Região das Serras

O projeto Estudo de viabilidade de exploração de fontes solar e eólica para atendimento de comunidades da Terra Indígena Raposa Serra do Sol - Região das Serras, é uma iniciativa que faz parte do Projeto Cruviana, uma parceria entre o Conselho Indígena de Roraima (CIR), o Instituto Socioambiental (ISA) e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) para a análise da viabilidade da exploração do potencial eólico e solar dentro da TIRSS e a eventual implementação de um sistema de geração elétrica. A metodologia utilizada para a análise da viabilidade de exploração de energia eólica e solar segue os seguintes passos: 1. Medição e aquisição da velocidade de vento e da irradiação solar, durante 1 ano de medição com periodicidade mensal; 2. Análise preliminar dos dados de vento: determinação das velocidades mínima, máxima e média; 3. Determinação da densidade média de potência mensal (em W/m2) na altura de medição (10 m) e extrapolação para a altura de 30 m (provável altura da torre de uma turbina de pequeno porte); 4. Organização dos dados de vento em histogramas mensais e determinação da curva Função Distribuição de Probabilidade (FDP) de Weibull que melhor se ajusta aos mesmos; 5. Estimação da energia gerada mensalmente por uma turbina de pequeno porte, utilizando os parâmetros da FDP de Weibull previamente determinados; 6. Análise dos dados de irradiação solar: determinação dos dias em que ocorreram as irradiações mínima, máxima e média mensal.. 

Ano: 
2013
Situação: 
Concluído
Financiador: 
Instituto Sócio Ambiental (ISA)
Coordenador: 
prof. Luiz Antonio de Souza Ribeiro

Minirredes Inteligentes: Pesquisa e Desenvolvimento de Dispositivos Conversores para Melhoria de Qualidade de Fornecimento de Energia Elétrica

As redes de energia elétrica passam hoje por uma revisão de conceitos, balizadas nas possibilidades tecnológicas de conversão de energia, telecomunicações, diversificação de fontes de energia e legislação flexibilizada. Estes componentes criam um cenário de oportunidades para evoluir para um novo conceito de rede de energia elétrica, onde a confiabilidade do fornecimento pode variar dependendo da disposição a pagar do consumidor, e os modelos de negócios convergem para configurações altamente dinâmicas, com os agentes mudando de função. Este dinamismo projeta novos desafios para a operação física da rede, exigindo o desenvolvimento de dispositivos de conversão inteligentes e rápidos, além de confiáveis e de alta eficiência. O objetivo geral desta proposta é o projeto, montagem e controle de uma minirrede e respectivos conversores no intuito de entender o seu funcionamento e pesquisar soluções para a melhoria da qualidade de fornecimento de energia para os consumidores. Os objetivos específicos deste projeto são: 1. Projetar e montar uma minirrede piloto no Laboratório de Energias Alternativas do Instituto de Energia Elétrica da UFMA; 2. Entender o funcionamento das minirredes em operação isolada e não-isolada; 3. Pesquisar e desenvolver estratégias de controle para a minirrede e seus respectivos conversores; 4. Desenvolver e pesquisar técnicas e estratégias para maximizar o aproveitamento energético das fontes de energia renováveis usadas em minirredes; 5. Familiarização de estudantes de Engenharia Elétrica com a operação de minirredes e suas respectivas fontes de geração a partir de energias renováveis; 6. Publicar os resultados obtidos

Ano: 
2013
Situação: 
Concluído
Financiador: 
CP Eletrônica
Coordenador: 
prof. Luiz Antonio de Souza Ribeiro

Sistema Elétrico Modular para Atendimento Elétrico de Regiões Remotas Através de Fontes de Energia Renováveis

Os sistemas de geração a partir de fontes renováveis são uma alternativa viável para a diminuição da poluentes na atmosfera, tendo como consequência a redução do aquecimento global. Em comunidades isoladas, o atendimento com energia elétrica geralmente é feito através de grupos geradores diesel que trabalham em média 4 horas por dia. São inúmeros os problemas causados por este tipo de atendimento, tais como: 1) alto custo do kWh gerado; 2) grande emissão de gases de efeito estufa; 3) poluição sonora. É provado que a substituição de grupos geradores diesel por fontes de energia renovável diminui consideravelmente o uso do combustível diesel, a emissão de poluentes e o preço da energia gerada. Este projeto refere-se a pesquisa e desenvolvimento de um modelo padrão de geração de energia a partir de fontes renováveis para aplicação em comunidades isoladas. A implantação de tais sistemas tem como principal consequência a melhoria do índice de desenvolvimento humano (IDH) de tais comunidades. O projeto tem como produto um Modelo de fornecimento de energia elétrica híbrido em sistemas isolados, voltado para uma padronização em prol de uma economia de escala na instalação, operação e manutenção desses sistemas. O produto será todo detalhamento do sistema a ser implantado em comunidades isoladas

Ano: 
2014
Situação: 
Concluído
Financiador: 
Companhia Energética do Maranhão (CEMAR)
Coordenador: 
prof. Luiz Antonio de Souza Ribeiro
Investimento: 
R$2.000.000,00

UFMA Visita Centros de Alta Tecnologia em Energia no Reino Unido

Na última semana de novembro a UFMA, através do Instituto de Energia Elétrica (IEE) participou de uma série de visitas técnicas em Inglaterra, País de Gales e Escócia. As visitas foram realizadas a convite da Embaixada do Reino Unido no Brasil.

O Reino Unido, através da sua Embaixada no Brasil vem apoiando projetos bilaterais na área de energia,como foco especial para a energia hidro-cinética na região norte do Brasil. Pela UFMA, participaram destas visitas os professores do IEE Osvaldo Ronald Saavedra e Marcio Vaz dos Santos.